Ribeirão Preto - SP | Cód do leilão: 235/235 Residenciais

Residenciais
1 Habilitações
215
Visitas
0
Lances
Abertura:
Fechamento:
Abertura
Fechamento
(0% de desconto)
Dias
Horas
Min
Seg
Avaliação: R$ 153000,00
Incremento: R$ 800,00
Comissão do Leiloeiro: 5,00%
Número do Processo: 0003044-24.1995.8.26.0286
Ação: Procedimento Comum Cível
Comarca: Comarca de São Paulo - SP
Foro: Foro de Itu
Vara: 1ª Vara Cível
Juiz: Andrea Leme Luchini
Autor: Gazzola Assessoria e Planejamento Ltda
Advogado do Autor: Cristina de Fatima Daldon Lotto
Réu: Espolio de Clovis Soares Benevides representado por NELSON BENEVIDES
Advogado do Réu: Belmiro Angelo Pereira

Informações

“Um prédio residencial, situado nesta Cidade, na Rua Rio Paraguaçu, nº 610, no conjunto habitacional Vila Esperança, com seu respectivo terreno que mede 10,00 metros de frente, igual dimensão nos fundos, por 20,00 metros de ambos os lados, da frente aos fundos, com área total de 200,00 metros quadrados, confrontando do lado direito com o imóvel nº 600, do lado esquerdo com o imóvel 620, e nos fundos com o imóvel 591 da rua Maria Barbieri Ramos.

Documentos

Proposta

Regras para proposta

Na ausência de lances à vista, será admitido o envio de propostas de parcelamento. A oferta de lances à vista registrados no sistema anulará as ofertas à prazo. O interessado em adquirir o bem penhorado por meio de parcelamento, deverá estar cadastrado no sistema e habilitado para o Leilão. A proposta de parcelamento deverá ser encaminhada ao Leiloeiro através do sistema de Leilão Eletrônico, com valor não inferior ao lance mínimo fixado, e conterá o valor a ser ofertado e o saldo parcelado em até 30 (trinta) meses, garantido por hipoteca do próprio bem. Todas as propostas recepcionadas terão o prazo de 24h (vinte e quatro horas) para pagamento, caso o proponente seja declarado vencedor do certame. As demais parcelas, sucessivas e mensais, serão corrigidas mensalmente pelo índice do Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo (INPC). No caso de atraso no pagamento de qualquer das prestações, incidirá multa de 10% (dez por cento) sobre a soma da parcela inadimplida com as parcelas vincendas. O inadimplemento autoriza o exequente a pedir a resolução da arrematação ou promover, em face do arrematante inadimplente, a execução do valor devido. Ambos os pedidos deverão ser formulados nos autos da Execução em que se deu a arrematação. Em caso de resolução da arrematação, perderá o arrematante o valor dado a título de sinal em favor do exequente, nos termos do art. 39 da Lei 21.981/32, e será por ele devida a comissão do Leiloeiro. Havendo mais de uma proposta de pagamento parcelado em diferentes condições, estas serão encaminhadas para o Leiloeiro Público, que as submeterá ao Juízo para que decida pela mais vantajosa (assim compreende-se como sendo a de maior valor, maior sinal e menor número de prestações). Se em iguais condições, o Leiloeiro as apresentará em Juízo e o magistrado decidirá pela formulada em primeiro lugar, que será certificada pelo Leiloeiro. Os pagamentos feitos pelo arrematante pertencerão ao exequente até o limite de seu crédito, e os subsequentes, ao executado. A apresentação da proposta não suspende o Leilão. Independente do parcelamento do lance, a comissão do Leiloeiro Público será paga à vista. Ao enviar propostas pelo sistema eletrônico, o licitante declara pleno conhecimento dos termos do presente Edital de Leilão, bem como do art. 895 do Código de Processo Civil. Caso haja o registro de lance no sistema pelo mesmo usuário que enviou a proposta, presume-se a desistência da proposta parcelada, modificando-a para a modalidade de lance à vista.

Habilitação Necessária para envio de propostas

Localização

Rua Rio Paraguaçu, 610 - Vila Esperança São Paulo - SP